Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Empresa XTAGIARIOUS devolve o sorriso às crianças do Centro de Acolhimento El Betel David Mendes acusa generais de serem anticorpos da luta contra corrupção de João Lourenço Cazenga conta com nova esquadra de Polícia PGR no encalço de gestores públicos em Malanje

Caso assédio sexual: Comandante municipal reúne com a tropa


O Comandante Municipal de Luanda da Polícia Nacional de Angola, Superintendente-chefe, Gabriel Tito reuniu ontem, quarta-feira, 25, em parada, com os efectivos do Posto Policial da Madeira, no Cassequel, para aferir as denúncias feitas pela jovem Ocádia da Conceição, 18 anos de idade, acusando o comandante daquela esquadra de  ter pedido sexo em troca de auxílio, depois desta ter sido assaltada por três jovens.

A matéria que foi publicada pelo Na Mira do Crime, na terça-feira, 24, (https://www.namiradocrime.info/user/views/visualizar.php?id_artigo=2950) foi prontamente condenada pela corporação, tendo falhado apenas no tempo de resposta, uma vez que, a jovem estava localizada nos dois seguintes ao acontecimento, mas aflita porque estava em casa de uma família que a acolheu, e precisava urgentemente regressar para o Bengo, onde reside.

O Na Mira do Crime esteve no Posto Policial durante o tempo em que a tropa do comandante Tito esteve em parada, ladeado pelo responsável do Gabinete de Comunicação e Imagem da Polícia em Luanda, Nestor Goubel, e pelo e o responsável do Gabinete Jurídico da PNA, Paulo Bernardo.

Já sem a menina para identificar o suposto infractor, que ela diz tratar-se do comandante daquele posto,   alto e de tom de pele clara, o comandante informou-lhes a razão da formatura, e pediu rigor na actuação da Polícia,  e lembrou aos efectivos a responsabilidade que cada um carrega.

Você pode partilhar este post!

Artigos Relacionados