Sábado, 21 de Nov 2020 24ºC Luanda, Angola

Recentes

Promotores de prostituição de adolescentes detidos em Luanda Desmantelada rede de tráfico de marfim no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro Detidos efectivos das Forças Especiais que comercializam munições de AKM Polícia começou a "desarmar" empresas de segurança
×

Burocracia e amiguismo nos balcões do BUAP: Cidadãos na porta da administração de Viana exigem explicações de Pimentel

Burocracia e amiguismo nos balcões do BUAP: Cidadãos na porta da administração de Viana exigem explicações de Pimentel


Administrador municipal de Viana, Manuel Pimentel, foi forçado a abandonar o conforto do  seu cadeirão, para atender um grupo de cidadãos que procuravam explicação junto do edil de Viana, do porque de tanta morosidade e burocracia no tratamento do cartão do munícipe, junto do do Balcão único de Atendimento ao Público (BUAP)

Por: Matias Miguel e Wilmer Cahango

Depois de acionado, o NA MIRA DO CRIME rapidamente enviou uma equipa ao local, e flagrou populares com os ânimos a flor da pele, a exigir a presença do administrador, depois de, às 9horas, um funcionário do BUAP, ter anunciado que o número de fixa estava esgotado, que são 80, e que ninguém mais teria acesso ao serviço.

“Estamos admirador porque nas filas que temos, que são duas, saíram apenas 20 pessoas, queremos saber de onde vieram os demais”, questionou Jorge André, que diz ter chegado no local por volta das 04h00, vindo do km 40.

 “Aproveitei a folga no serviço para tratar o cartão do munícipe, levaram daqui apenas 20 pessoas, o que significa dizer está em falta 60 fixas, não podem anunciar as 09h00 que terminaram as fixas, estão a atender os familiares e amigos em detrimento de quem pernoita na fila, isso é absurdo”, lamentou.

 Deodatho Romeno, é de opinião que a forma de trabalho da organização é negativa.

“Muita burocracia e o nepotismos e amiguismo vigoram aqui, felizmente nós temos vontade de tratar o cartão de munícipe, como cidadãos, o que nos deixa triste é o facto de não terem consideração e respeito pelas pessoas que acordam cedo para obter o cartão, por essa razão viemos tirar satisfações no mais alto dirigente do município”.

Os utentes desconfiam que os funcionários estão a usar uma outra entrada da administração para fazer entrar amigos e familiares.

BUAP do Zango atende 50 pessoas por dia

O NA MIRA DO CRIME escalou o BUAP do Zango, no local, José Diogo, responsável do Balcão Único disse que atende diariamente 50 utentes.

 “É a média de atendemos diariamente, das 08h00 as 15h00”, explicou, admitindo haver falta de pessoal.

“Atendendo a falta de familiarização com as máquinas e formulários, também tem tornado difícil a celeridade do processo. O que não supõe dizer não temos dado respostas adequadas aos utentes, estamos a ultrapassar esta fase, de modos que os utentes saiam satisfeitos com o cartão do munícipe, por isso alargamos o horário de trabalho até às 16h00”, concluiu.

Ministério da Administração do Território admite dificuldades no processo de tratamento do cartão do munícipe.

Dirigindo-se ao jornalista à saída do encontro nacional de supervisão do registo eleitoral presencial e educação cívica eleitoral para as eleições gerais de 2022, realizada  quarta-feira, 13, em Luanda, pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE), o director nacional do registo eleitoral oficioso, Fernando Paixão revelou que o Ministério da Administração do Território pretende criar até ao Novembro mais de 596 Balcões Únicos de Atendimento ao Público (buap´s), em todo país, para permitir a celeridade no processo e a reduzir as longas filas de cidadãos que pretendem tratar o cartão do munícipe.

"Estamos em crer e, pelo tempo em que os nossos operadores estão a se relacionar com a solução técnica, vamos diminuir o tempo de espera dos nossos concidadãos e facilitar a relação entre os utentes e os buap's", prometeu.

 

 

Você pode partilhar este post!




Artigos Relacionados